Com quantos meses o bebê engatinha? Descubra!

6 minutos para ler

Com quantos meses o bebê engatinha? Para os pais, é importante conhecer esse importante marco do desenvolvimento, que antecede a conquista dos primeiros passos de um neném.

Após a criança aprender a sentar com segurança e independência, ela começa a explorar as possibilidades da mobilidade e passa a encarar o mundo com muito mais curiosidade.

Além de saber quando o bebê começa a engatinhar, é necessário acompanhar algumas dicas para preparar a sua casa para esse período de descobertas e exploração — e estimular a criança, com muita delicadeza e amor. Boa leitura!

Com quantos meses o bebê engatinha?

O bebê começa a engatinhar entre os 6 e 12 meses de vida. Mas ainda assim, para muitas crianças essa fase pode ter duração diferente — algumas engatinham por alguns meses, antes dos primeiros passos, enquanto outras passam rapidamente pelo estágio.

Papais e mamães devem ficar tranquilos e lembrar que o desenvolvimento da criança não é uma ciência exata. Existem marcos que devem ser acompanhados de perto, mas eles geralmente são avaliados a partir de uma combinação de fatores. Ainda que a comparação entre bebês seja uma boa ferramenta para entender o que é esperado em cada época, não deve ser motivo de ansiedade.

O engatinhar para um bebê é uma fase que representa liberdade. Simbólico do desenvolvimento na primeira infância, é um momento no qual a criança se posiciona, pela primeira vez, como protagonista para explorar o ambiente. Após passar vários meses acompanhando os desejos dos adultos, sem conseguir se comunicar de forma efetiva (indicando para onde quer ir ou o que gostaria de pegar), a possibilidade de engatinhar muda tudo.

Como acompanhar o pequeno da melhor forma?

Além de compreender com quantos meses o bebê engatinha, é essencial alinhar as expectativas sobre essa fase. Falar sobre o assunto é importante para a primeira consulta do bebê. Os pequenos podem engatinhar de formas diversas, e não há certo e errado. Todas as possibilidades devem ser comemoradas. Entre elas, o bebê pode:

  • engatinhar encostando o umbigo no solo;
  • alternar a movimentação das mãos e pés;
  • colocar mãos e joelhos no solo;
  • apoiar o bumbum, sentado;
  • rolar de um lado para o outro.

Todos os estilos são corretos e representam a mobilidade do bebê. Outra opção é o neném pular a fase do engatinhar e ir direto para os primeiros passos. São tantas as conquistas importantes após os seis meses, como a introdução alimentar e as primeiras palavras, que não vão faltar motivos para registrar todas as conquistas em muitas fotos e vídeos.

A seguir, aprenda como estimular o desenvolvimento da criança, por meio de atividades e elementos de interação.

Como incentivar o desenvolvimento da mobilidade da criança?

Para a primeira infância, os pais devem separar em casa um ambiente para a exploração. Os tapetes de atividades são perfeitos para quando o bebê começa a engatinhar, pois protegem o corpinho dos pequenos e podem ser acompanhados por elementos interativos e coloridos.

Os blocos de montar também são muito importantes para esse momento. Você pode criar atividades nas quais empilha os bloquinhos e os deixa levemente afastados do bebê. Assim, os pequenos podem se movimentar para, por exemplo, derrubar a torre (o que gera boas gargalhadas). Outra opção é criar uma fileira de blocos, a serem enfrentados com o corpinho. O importante é interagir com a criança, para que ela se sinta motivada e estimulada.

Uma boa atividade com a criança é sentar no chão com o bebê e caprichar nas trocas, entre olhares e sorrisos. Em seguida, encoraje o neném a se aproximar de você, chamando com palavras de incentivo e sons. Tenha paciência e tranquilidade, pois palavras de ordem podem tirar toda a mágica do momento.

Caso o bebê esteja enfrentando dificuldade com os primeiros impulsos para engatinhar, um caminho pode ser empurrar levemente os pés da criança, quando ela estiver deitada no chão (ou no tapete de desenvolvimento), com a barriga para baixo.

Quais cuidados tomar?

Saber com quantos meses o bebê engatinha é apenas o primeiro passo para se preparar para uma nova fase de descobertas. Quando o neném começa a explorar a casa, é necessário se precaver para evitar incidentes ou experiências negativas para pais e crianças.

Proteja as tomadas da casa

Os dedos curiosos dos bebês naturalmente buscam as tomadas da casa. Por isso, as tampas para tomadas são uma boa solução para evitar choques. Os riscos são significativamente maiores se o bebê de fato enfiar brinquedos ou objetos nos buracos das tomadas, então a atenção dos pais é essencial.

Não permita que o bebê desça escadas sozinho

Escadas também atraem a atenção dos bebês e geram curiosidade. Nos primeiros anos de vida, é natural que a criança não tenha clareza sobre os riscos das escadas. Então, portas de proteção são essenciais para prevenir riscos.

Abaixe a altura do berço

Para os pais que apostaram nos berços com regulagem de altura, a fase exploratória do engatinhar é o momento ideal para deixar a caminha bem baixa e de fácil acesso para a criança. Isso aumenta a sua confiança é um incentivo para o engatinhar e, posteriormente, os primeiros passos.

Tenha cuidado com as quinas

Os móveis da casa com quinas pontiagudas podem oferecer risco aos bebês. Existem protetores próprios para esse tipo de situação. Mas outra saída é avaliar a organização dos móveis para perceber se a criança tem em casa espaço suficiente para explorar o chão e engatinhar. Vale, ainda, verificar o local no qual o tapete de atividades será posicionado.

Preste atenção constante

É de se imaginar que, com um bebê em casa, as janelas já estarão protegidas por telas de proteção. E outros riscos serão avaliados. Esse é o momento para acompanhar continuamente os movimentos do bebê. Entre o engatinhar e os primeiros passos, o neném vai buscar se apoiar em qualquer objeto que possa servir de impulso para a sua fase de exploração.

O que isso significa? Que televisões, estantes ou espelhos de corpo inteiro podem oferecer risco ao bebê que está começando a engatinhar. Cabe aos amorosos pais garantir a segurança dos pequenos e reforçar a mensagem com a rede de apoio.

O desenvolvimento de uma criança é uma fase linda de acompanhar, celebrando as constantes vitórias. Controlar a ansiedade é tarefa dos pais, que devem sempre lembrar que cada pequeno tem o seu próprio tempo, sendo essencial acompanhar os sinais.

Agora que você sabe com quantos meses o bebê engatinha, aproveite para explorar os desafios da paternidade!

Posts relacionados

Deixe um comentário