Chegada do bebê: os principais cuidados com o recém-nascido

8 minutos para ler

Depois de uma longa e desafiadora jornada de gerar uma vida, é chegada a hora de conhecer o seu neném. Cada bebê é único e tem sua própria personalidade, que será desenvolvida ao longo do tempo. Você e sua família terão a oportunidade de, juntos, cuidarem de uma vida, que agora crescerá e mudará com muita velocidade.

Antes de tudo, os pais precisam estar preparados e dispostos para se dedicar totalmente ao seu filho, buscando entender as particularidades que envolvem os cuidados com o recém-nascido. É importante entender essa responsabilidade logo no início da gestação e se preparar para esse momento.

Participar de cursos e oficinas, aprender como amamentar, dar banho, trocar fralda etc. podem ser saídas interessantes para pais e mães de primeira viagem, que buscam mais segurança e autonomia nessa fase.

Podemos considerar recém-nascidos os nenéns que têm até 28 dias de nascimento. Entenda alguns cuidados que devem ser tomados com eles!

Quais são os cuidados necessários na maternidade?

Alguns exames, testes e vacinas devem ser feitos ainda na maternidade ou na casa de parto. Exames como os conhecidos testes do pezinho, da orelhinha, do olhinho, do coração e da linguinha podem diagnosticar precocemente doenças congênitas.

De acordo com o Ministério da Saúde, o recém-nascido deve receber, nas primeiras horas de nascimento, as vacinas contra Hepatite B e Tuberculose (BCG). Após esse período, é importante seguir com atenção o calendário de vacinas recomendadas pelo Ministério da Saúde.

Como cuidar do recém-nascido em casa?

Nos primeiros meses de vida do seu bebê, é recomendado mantê-lo mais protegido de visitas e ambientes externos à casa, exceto a primeira consulta ao pediatra. Tente conter um pouco os ânimos dos amigos que estarão ansiosos para conhecer o neném, pelo menos no primeiro mês de vida.

Caso deseje receber os amigos e familiares, peça para eles lavarem as mãos antes de segurar o neném. Nesse período, é importante manter a casa silenciosa, evitando grandes estímulos de sons, luzes e cheiros.

Lembre-se de que o seu neném estava morando em um ambiente úmido, escuro e silencioso durante nove meses, então, esses estímulos em excesso podem causar estresse. Ele acabou de chegar ao mundo e estará sensível, adaptando-se aos estímulos externos.

Nessa fase, é importante aproveitar pra descansar quando o seu bebê estiver dormindo. Peça compreensão aos seus familiares e amigos para que você consiga fazer isso o máximo possível, pois será necessário.

Como dar os primeiros banhos no neném?

O primeiro banho em casa pode ser uma aventura, mas relaxe, pois com o tempo, vocês vão pegar o jeito. O ideal é você e seu companheiro já terem sido orientados a dar o banho no neném pela enfermeira ou pediatra antes de retornarem à casa. Isso facilitará os banhos seguintes e tornará tudo mais simples.

No momento do banho, deixe tudo preparado e com fácil acesso para que você não precise se ausentar em nenhum momento para buscar algum item. Sabonetes neutros ou suaves com base de glicerina, toalha com capuz, algodão, fralda e roupinha, devem estar devidamente posicionados antes de o banho começar.

A temperatura da água deve ser morna e confortável para o neném, algo em torno de 36 graus, em uma banheirinha ou bacia.

Os cuidados com o coto umbilical

É importante secá-lo bem após o banho e tomar cuidados especiais com o coto, um tecido do cordão umbilical que sobra após o corte, que deverá ser higienizado com gaze e um pouco de álcool (70%) a cada troca de fraldas. Ele deverá cair em torno de 15 dias após o nascimento. Não coloque faixas, moedas ou qualquer outro objeto ou substância sobre o umbigo.

A presença de secreção amarelada, com mau cheiro e purulenta no umbigo, ou de vermelhidão ao seu redor, pode estar relacionada a infecções. Caso notar algo desse tipo, procure um médico. As áreas internas do ouvido e da boca do neném não precisam ser higienizadas, apenas os lábios, após as mamadas.

Como fazer as primeiras trocas de fraldas?

As primeiras trocas podem ser desafiadoras para os papais e mamães, mas com a prática, esse processo ficará mais simples e vocês já estarão habituados a entender o momento correto e a frequência delas. Não é necessário trocar a fralda toda vez que o neném faz xixi. Nas suas primeiras semanas de vida, ele fará cocô de sete a nove vezes por dia. Fique atenta às dicas:

  • retire a fralda usada e limpe bem todas as dobrinhas da pele do bebê com algodão úmido. As meninas devem limpas sempre da frente para trás;
  • levante delicadamente seu bebê pelo tornozelo e coloque a fralda por baixo;
  • feche a fralda na direção recomendada e ajuste as abas elásticas de forma que não fiquem muito apertadas ou muito soltas;
  • utilize fraldas com recorte para o cordão umbilical ou faça uma dobra nas fraldas comuns ou de panos;
  • os primeiros cocôs do seu bebê terão coloração esverdeada e espessa, conhecido como mecônio, então, é comum você sentir alguma dificuldade nas primeiras limpezas;
  • evite usar toalhas umedecidas, dê preferência para algodão umedecido, minimizando possíveis irritações e alergias;
  • use pomadas ou óleos vegetais suaves, que podem ajudar nas assaduras e possíveis irritações nas dobrinhas do seu neném;
  • verifique a fralda do seu bebê frequentemente, pois ela deverá ser trocada após cada cocô;
  • se notar vazamentos frequentes ou marcas vermelhas na pele do neném, experimente mudar o tipo ou passar para o próximo tamanho de fralda.

O que preciso saber sobre o sono do bebê?

No início da vida, o bebê dorme bastante, muitas vezes ao dia, acordando quase apenas para mamar. Para garantir um bom sono, é importante que ele durma em um lugar tranquilo, arejado e limpo. Alguns pontos de atenção para os momentos de sono serem relaxantes e seguros para o seu neném:

  • o ideal é que o bebê durma no mesmo cômodo que os pais;
  • recomenda-se que ele durma de barriga para cima e sem travesseiro, nunca de bruços;
  • nunca cubra a cabeça e o rosto dele com cobertor, deixe-o embaixo dos braços do neném e prefira aquecê-lo com mais roupas em vez de cobertas;
  • fique atento à temperatura do ar, que deverá estar agradável para você;
  • o colchão do bebê deve ser firme e perfeitamente ajustado ao berço;
  • retire brinquedos e bichos de pelúcia de dentro do berço;
  • não fume ao redor do bebê ou em seu quarto, nem utilize produtos de limpeza com fortes odores.

O que mais preciso saber sobre os cuidados com o recém-nascido?

Há outras situações que merecem a sua atenção nesses primeiros dias com seu bebê em casa. Acompanhe quais são esses cuidados.

Observe a pele do bebê

A presença da cor amarelada na pele dele pode significar icterícia (amarelão). Ela é natural, porém, é preciso avaliação médica caso apareça nas primeiras 24 horas de vida e o tom amarelado se tornar intenso, espalhando por todo o corpo e atingindo pernas e braços, ou quando dura mais de duas semanas.

Verifique a cor das fezes do bebê

As fezes dos primeiros dias costumam ser mais escuras, ficando mais amareladas durante a primeira semana de vida. Também podem ser líquidas e, às vezes, esverdeadas. Se a criança está saudável, isso não é considerado diarreia, ou seja, não é um ponto de preocupação.

Tenha cuidado com produtos químicos

É importante que as roupas, os objetos e os brinquedos sejam lavados com água e sabão neutro, bem enxaguados, evitando-se o uso de produtos perfumados. Evite o uso de talcos, sabonetes convencionais, perfumes e outros produtos de limpeza.

Avalie a necessidade de chupeta

O uso da chupeta não é recomendado antes dos 15 dias de vida do bebê. Se quiser usá-la, ela deve ser introduzida apenas no momento do desmame, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria.

Curta esse momento! O bebê deve ser bem acolhido para se sentir protegido. Não tenha medo de pegá-lo no colo, aproxime-o do seu corpo, apoiando seu pescoço e sua cabeça. Converse, cante, acaricie e interaja com o bebê. E lembre-se de manter a frequência das consultas com o pediatra durante o desenvolvimento do seu pequeno.

Quer se manter sempre atualizada sobre os cuidados com o recém-nascido e os desafios da maternidade? Assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos mais relevantes na sua caixa de emails!

Posts relacionados

Deixe um comentário