Estímulos de desenvolvimento na primeira infância: veja o que fazer

5 minutos para ler

A primeira infância é uma fase muito importante e fundamental no desenvolvimento da criança. É nesse momento que serão formados alguns aspectos fundamentais do ser humano, como personalidade, atributos físicos, sociais e cognitivos do adolescente e do adulto. Portanto, merece toda a sua atenção e dedicação. 

Durante essa fase, a criança enfrenta diversas mudanças. Seu cérebro passa por transformações e está completamente aberto e sensível à aprendizagens e à compreensão do ambiente e das dinâmicas sociais. Por isso, é importante entender, ser compreensivo e garantir ambientes de muito cuidado, afeto e estímulos de desenvolvimento na primeira infância, evitando restrições físicas, emocionais e qualquer tipo de estresse.

Os pais e adultos que exercem a função de educar têm grandes responsabilidades em garantir que as necessidades básicas da criança estejam sendo atendidas. Entre elas, alimentação saudável, condições plenas de moradia, educação e suporte no desenvolvimento intelectual, além do livre brincar e do afeto.

Continue a leitura e saiba como garantir essas condições para a criança.

Interagir constantemente

Fale, brinque, conte histórias, cante, faça músicas e toque no seu filho sempre que tiver oportunidade. Seja na troca de fraldas (se ele ainda estiver nessa fase), seja na mesa do jantar ou antes de dormir, a interação é fundamental para o estímulo da criança e também ajuda a criar vínculos entre os pais e a criança.

Respeitar o tempo do pequeno

Cada criança é diferente da outra, então, não compare seu filho e não use outros pequenos como referência. Além de afetar a autoestima do seu filho, isso pode ser frustrante para os pais. Entender que cada criança tem seu tempo para suas conquistas e evoluções é saudável para você e para elas.

Criar rotinas organizadas e bem equilibradas

Crianças precisam de rotina planejada e estruturada, além de ser fundamental para que você e seu filho consigam realizar juntos diversas atividades diárias. Além de transmitir segurança e reduzir estresse, é uma forma importante de o bebê entender que tudo tem hora certa. Brincar, assistir TV, comer, dormir etc.

Conversar com a criança também pode ajudá-la

Tão importante quanto um lar e um ambiente amoroso é pertencer a uma família ou rede de amigos que proporcione ambientes seguros e confiáveis para a expressão de sentimentos. Mesmo que seu bebê ainda não saiba falar, eles se expressam o tempo inteiro. É importante que você responda e reaja a isso.

Com o tempo, ele vai entender que os pais são pessoas que estarão disponíveis para ouvir. Mesmo que a única forma de expressão seja por meio do choro ou berros, lembre-se de que você é o adulto e ajude o seu pequeno a dizer o que incomoda.

Basear as tarefas da criança entre estudos e brincadeiras

Brincar e estudar devem ser as tarefas fundamentais da criança no dia a dia, pois ambas funcionam como estímulo ao desenvolvimento na primeira infância. Essas atividades favorecem os pequenos de forma ampla: capacidade motora, cognitiva e emocional, e são a forma mais importante de aprendizagem.

Lembre-se sempre: tão importante quanto estudar e brincar, toda criança precisa de tempo ocioso para escolher fazer aquilo que lhe dá prazer durante o tempo livre. Além de estimular o desenvolvimento motor da criança, passar tempo de qualidade com seu filho cria vínculos e laços familiares fortes.

Integrar eletrônicos com equilíbrio na rotina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, crianças de até 2 anos idade não devem ser expostas a celulares e tablets. É um desafio manter um ser tão curioso longe de pequenos objetos luminosos, mas pesquisas recentes apontam impactos no desenvolvimento da linguagem e relacionamento social de crianças que fazem uso de eletrônicos com poucos anos de vida.

Provocar e incentivar a curiosidade do pequeno

Toda criança é curiosa e está constantemente explorando e testando o mundo ao seu redor. Aproveite essa característica natural e faça perguntas simples sobre o que ela está fazendo e o que está olhando.

Demonstre interesse, incentive-a a desenhar, pintar e realizar outras atividades artísticas, como a dança e a música. Tudo isso também ajuda a reforçar a autoestima do seu filho.

Não parar a vida para cuidar do bebê: é necessário integrá-lo

Crianças gostam de se sentir úteis e de fazer o mesmo que os adultos. Algumas pequenas coisas do cotidiano, como pedir para ela ajudar a arrumar os brinquedos, podem ser o suficiente para que ela se sinta parte importante da casa.

Brinque de arrumar e limpar o seu lar com ela, peça ajuda com pequenas tarefas, como recolher uma folha de papel no chão e jogá-la no lixo.

É importante que os pais, cuidadores e educadores estejam atentos à criança e suas fases, e saibam proporcionar o que estiver dentro das circunstâncias e possibilidades, garantindo os estímulos ao desenvolvimento na primeira infância de forma plena e feliz. Procure, portanto, um meio termo para as atividades, respeitando seus momentos de diversão e aprendizagem.

Gostou deste conteúdo? Que tal compartilhar o artigo em suas redes sociais e ajudar outras mães e pais a entender melhor esse processo?

Posts relacionados

Deixe um comentário