Estou grávida, e agora? Confira as nossas 5 dicas para esse momento

4 minutos para ler

A gestação é uma experiência intensa e transformadora para todas as mulheres, uma jornada de constante descobrimento de si mesma e do seu filho. É natural que ocorram muitas mudanças físicas e oscilações emocionais já nas primeiras semanas da gravidez. “Estou grávida, e agora?” Certamente, você não é a única mulher a se fazer essa pergunta.

Toda gestante passa por momentos de altos e baixos. Por isso, é importante que você conheça os detalhes da gestação, pois, munida de informações, ela será uma experiência tranquila e harmoniosa, livre de mitos e fantasias.

1. Note os sinais do seu corpo

O início da gestação é uma experiência diferente para cada mulher. Se a gravidez foi planejada, é provável que você já esteja atenta aos sinais do seu corpo ou já faça algum acompanhamento médico.

Em outros casos, é comum descobrir pelo atraso na menstruação e por sintomas como dor nos seios, cólica, pressão baixa, mal-estar, sonolência, enjoo, similares a uma TPM, que podem aumentar gradativamente. Em alguns casos, esses sinais podem não aparecer e o início da gravidez não gerar suspeitas.

2. Procure um médico obstetra

É fundamental procurar um obstetra para uma consulta inicial, que servirá para confirmar e avaliar a gestação, a sua saúde e a do bebê que começa a se formar. Serão solicitados exames como o ultrassom obstétrico inicial.

Com essa avaliação, será possível verificar o embrião, quantas semanas de gestação e se seu desenvolvimento está acontecendo normalmente. Você também vai realizar alguns exames de rotina, como o de sangue e o de urina.

3. Inicie o pré-natal

Chegou a hora de se planejar, pois dentro de dez meses você terá um pequeno ser dependente de você e de seu corpo. Suas prioridades e sua rotina de vida mudarão para sempre. É uma oportunidade de descobrir como você gostaria de viver os próximos meses, enquanto aguarda o momento mágico de trazer uma vida ao mundo.

4. Reflita sobre o futuro com o seu pequeno

Converse com amigas, busque grupos de apoio à maternidade, cursos de primeiros cuidados com recém-nascidos e equipes médicas que estejam alinhadas com seus valores e vontades. Descubra que tipo maternidade você sonha em vivenciar.

Qual tipo de parto você deseja ter? Com qual abordagem educacional você deseja criar o seu filho? O que precisa ter no enxoval? Quantas fraldas deve comprar? Como será o pós-parto?

5. Comemore, afinal, uma nova e bela vida se inicia

É o momento de celebrar a vida que está para chegar, mas é também o momento de fazer perguntas e encontrar respostas para criar um planejamento do seu pré-natal. A partir daí, você vai se preparar para o novo com o devido acompanhamento durante toda gestação, o parto e o pós-parto. 

É muito importante saber tudo que você irá encontrar pela frente, como as fases da gestação, a amamentação, a introdução alimentar, entre outras coisas. Também é fundamental que você esteja amparada por profissionais que ajudem a conduzir cada etapa da maneira mais confortável possível para você.

Mais do que isso: no momento em que surgir em sua mente a frase “estou grávida, e agora?”, não deixe de procurar familiares e amigos mais próximos, aqueles com quem você sabe que pode contar em todos os momentos que precisar. Esse pode ser o início da formação da sua rede de apoio, essencial para uma maternidade mais tranquila.

Aproveite para se cadastrar e receber a nossa newsletter, cheia de conteúdos que vão ajudar você a viver melhor essa nova etapa!

Posts relacionados

Deixe um comentário