Quais são as fases do parto normal? Descubra aqui!

6 minutos para ler

Cada gestação é única, uma experiência misteriosa e imprevisível para a mulher. É impossível saber como será o trabalho de parto. Algo que é comum e esperado para toda mulher que optar pelo parto vaginal é que ela passará por três estágios para ter seu neném. 

Convencionalmente, o parto pode ser dividido em etapas que envolvem a dilatação inicial e abertura do colo do útero até a dilatação total (fase latente). Em seguida, inicia-se o segundo período, que é definido como o expulsivo e se estende até o momento do nascimento do seu neném (fase ativa).

Por fim, o terceiro período, que contempla desde o primeiro contato com seu filho até o momento da eliminação da placenta (fase de dequitação). Entenda melhor cada uma das fases do parto normal.

A primeira fase

Algumas semanas antes do parto, o bebê estará dentro do útero, com a cabeça adentrando a pelve, preparando-se para vir ao mundo. O colo do útero (ou abertura) fica fechado e tapado pelo tampão mucoso. A bolsa que envolve o bebê se mantém íntegra, contendo o líquido que o envolve.

Antes de o parto começar, o colo do útero terá até 5 centímetros de comprimento (espessura), e cerca de uma semana antes do parto, os hormônios que seu corpo libera vão prepará-lo, deixando-o menos consistente e pronto para se abrir durante o parto. As contrações, então, dão início oficial ao trabalho de parto.

Apesar de variar o padrão e o ritmo para cada mulher, classicamente, as contrações iniciais acontecem a cada cerca de 20 ou 30 minutos e têm de 20 a 30 segundos de duração. À medida que o cérvix uterino se dilata, elas podem acontecem a cada 15 minutos, com 30 a 35 segundos de duração.

Depois, passam a acontecer a cada 10 minutos, com 35 a 40 segundos de duração, e finalmente, no final do período de dilatação, quando o colo está quase totalmente dilatado, as contrações passam a ter duração de 60 a 90 segundos. Elas ocorrem em intervalos de um minuto.

O tempo de duração do primeiro período varia muito, sendo o mais breve de aproximadamente 30 minutos e o mais longo de dois ou três dias, algumas vezes, com interrupção das contrações. Porém, a média de duração do período de dilatação para mamães de primeira viagem é de 8 a 16 horas.

A transição entre a primeira e a segunda fase

As contrações estão acontecendo uma atrás da outra nesse momento, e já se tornam bastante intensas, com pequenos intervalos entre elas. O seu colo deve ter alcançado 8 ou 9 centímetros de dilatação, porém, esse último centímetro que falta para atingir os 10 centímetros esperados pelo seu neném pode levar um tempo considerável. 

Esse é o momento de transição da dilatação total até o momento do “puxo”, quando a mulher faz força para o bebê vir ao mundo. Apesar de variar, ele poderá levar de segundos a três ou mais horas. Por ser o momento mais desafiador do trabalho de parto, ele requer atenção plena da mulher, de seus acompanhantes e da equipe médica, para que não haja confusão no momento correto de fazer força.

É importante não haver nada que a atrapalhe ou distraia, para deixar que os impulsos involuntários que vão trazer seu filho ao mundo aconteçam.

A segunda fase

Esse período em que se alcança a dilatação total começa após o colo chegar no ápice de abertura e a cabeça do bebê começar a sair para o canal do parto. Esse período termina com a fase perineal, ou coroação, quando finalmente acontece o nascimento.

As contrações expulsivas podem começar antes de a mulher atingir a dilatação total ou de 5 a 10 minutos após seu início. Diferentemente das anteriores, os intervalos entre elas são maiores e é comum sentir cansaço no fim do período anterior para esse.

Também é normal haver uma pausa entre o momento da dilatação total e o do puxo. Se isso acontecer, você deve respirar, descansar e esperar para a hora mais importante do parto.

A vontade de fazer força e empurrar é muito grande nessa etapa. Muitas mulheres a descrevem como enormes ondas que envolvem o corpo inteiro e ajudam a mulher a fazer força.

Esse reflexo natural é involuntário, pode aparecer rapidamente ou não. A intensidade de sensações é grande, e dor e prazer podem se misturar. A mágica da vida está prestes a acontecer. Após a saída da cabeça, maior parte do corpo do bebê, você experimenta uma grande sensação de alívio, os ombros do neném passam, e o corpo escorrega para concluir sua chegada ao mundo.

Terceira fase

Cerca de 10 ou 20 minutos após a saída completa do bebê, espera-se a expulsão da placenta, que ocorre de forma espontânea. A obstetriz deverá avaliar a saúde geral do bebê e o períneo, para entender se houve rotura e se há necessidade de sutura ou não.

Também deverá acompanhar a pulsação do cordão umbilical, que só deverá ser cortado após o fim do fluxo sanguíneo. A respiração do neném também deverá ser observada. Normalmente, o estímulo causado pelo frio e ar do ambiente externo do corpo da mãe (quente e líquido) já são suficientes para a ativar e abrir as vias respiratórias do neném.

Dependendo da sua vontade e da sua equipe médica, após o nascimento do seu bebê, ele deverá ir diretamente para seu colo, para ser amamentado e sentir o calor do corpo da mamãe. O primeiro banho pode ser dado após esse momento de conexão com a mãe e poderá ser feito pelo pai ou pela enfermeira.

As práticas que podem auxiliar a mamãe no trabalho de parto

Existem diversos exercícios de respiração, posições e movimentos para ajudar a mulher em cada uma das fases do trabalho de parto. Eles podem ser diferentes para cada mulher, a depender de diversos fatores, como método de parto escolhido, equipe médica, e preparação física e psicológica.

É importante ter ciência de que a conduta médica durante todas as fases do parto normal podem mudar, conforme a equipe e o método escolhidos. Independentemente dessa escolha, é fundamental que o trabalho de parto seja acompanhado e supervisionado por pessoas capacitadas, que vão orientar sobre cada momento que antecede a chegada do seu neném ao mundo.

A partir do nascimento do seu bebê, muitas coisas vão acontecer. É uma fase de descobertas e de realizações que se iniciam. Continue acompanhando nossos posts para entender todos os passos do relacionamento com seu pequeno a partir de agora.

Posts relacionados

Deixe um comentário