Gravidez saudável: veja como garantir a melhor experiência

6 minutos para ler

Cuidar da sua saúde é fundamental para uma gestação mais tranquila e harmoniosa. Geralmente, é mais fácil para quem muda os hábitos antes mesmo de começar a tentar ter um filho. Mas não é impossível mexer na sua rotina e adotar práticas que ajudem você a ter uma gravidez saudável.

Estamos falando, basicamente, das mesmas recomendações que costumam permear o assunto qualidade de vida, longevidade e bem-estar para todas as pessoas. Mas quando se trata do momento de gestar uma vida, as mudanças são ainda mais importantes.

Veja, abaixo, uma série de dicas e recomendações sobre alimentação, exercícios e outros cuidados físicos para se manter saudável durante esses nove meses.

Cuidado com a sua alimentação

Durante a gestação, você deve manter uma alimentação saudável e balanceada, contendo alimentos dos três grupos: energéticos (carboidratos e gorduras), construtores (proteínas) e reguladores (vitaminas e sais minerais). Priorize, principalmente, alimentos vegetais e naturais, e evite ao máximo os processados.

Uma alimentação adequada é importante tanto para sua saúde e bem-estar quanto para a formação do seu bebê. É recomendável fazer pelo menos três refeições principais (café, almoço e jantar) e duas refeições menores por dia, evitando ficar muitas horas sem comer. Se possível, coma em horários semelhantes e sem pressa, saboreando os alimentos.

Também é importante se manter hidratada, bebendo água entre as refeições. É ideal que a maior parte de sua alimentação seja natural e de origem vegetal, como feijão, cereais, legumes, verduras, frutas e castanhas. Leite, ovos e carnes são bem-vindos, mas evite muita gordura e carne vermelha. Alterne com pescados e aves.

Na hora de cozinhar e temperar, pegue um pouco mais leve em tudo, evitando frituras e reduzindo a quantidade de óleos, gorduras, açúcar e sal. Quando fizer as compras, sempre que possível, prefira os alimentos livres de gorduras trans.

A nutrição também deve ser considerada

Consuma diariamente legumes, verduras e frutas da época, pois são alimentos ricos em vitaminas, minerais e fibras, além de pouco calóricos. Modere os industrializados, enlatados, frutas em calda ou cristalizadas, assim como queijos e pães. Também é bom evitar refrigerantes, sucos artificiais, macarrão instantâneo, doces e guloseimas em geral.

Para evitar a anemia (falta de ferro), consuma muitos alimentos ricos em ferro, como carnes, feijão, grão-de-bico, lentilha, soja, folhas verde-escuras, castanhas, grãos integrais e outros. Também consuma, diariamente, frutas que sejam fontes de vitamina C, como acerola, caju, goiaba, laranja, limão, entre outras.

É recomendável o uso de ácido fólico e sulfato ferroso durante toda a gravidez. O indicado é estender o sulfato até o terceiro mês pós-parto. Ambos são distribuídos em Unidades Básicas de Saúde, com a devida orientação.

Conforme recomendação do médico, podem ser indicados outros suplementos com funções específicas para a saúde da mãe e o desenvolvimento fetal. Também é fundamental que você evite beber álcool e fumar durante toda a gravidez.

As atividades físicas precisam fazer parte da rotina

Além da alimentação saudável, é importante você praticar alguma atividade física durante a gravidez. Exercícios leves e moderados são os mais indicados.

Caminhadas são uma ótima opção, pois ajudam a melhorar a circulação do sangue, aumentam sua disposição e trazem uma sensação de bem-estar. Você pode andar do início ao fim da gravidez, se não houver nenhuma contraindicação.

Exercitar a respiração também pode ajudar quando enfrentar algum desconforto ou se sentir inquieta. Nesses momentos, lembre-se de manter a calma e respirar fundo.

Outra boa dica é aproveitar as atividades do dia a dia para se movimentar, usando mais as escadas, em vez do elevador, por exemplo. Se você trabalha muito tempo sentada, é recomendável se levantar a cada 30 minutos e se movimentar um pouco.

Cada vez mais, estudos mostram que exercícios podem ajudar a reduzir a duração do trabalho de parto e da recuperação, assim como a questão do peso no pós-parto.

Dormir bem e repousar também são sinônimos de autocuidado

É ideal dormir oito horas por noite e, se possível, repousar alguns minutos durante o dia. Caso sinta muito sono, tente descansar mais para se recuperar. Deitar-se do lado esquerdo e colocar um travesseiro entre as pernas também pode ajudar a dormir, pois assim, o peso do útero não aperta as principais veias da barriga, que ficam do lado direito, além de facilitar a passagem de oxigênio para o bebê.

Também é indicado elevar as pernas quando estiver sentada ou deitada, porque isso alivia eventuais dores nas costas e na parte de baixo da barriga. Elas são bastante comuns de ocorrer nos últimos três meses de gestação.

Relações sexuais devem ser pauta quando o assunto é saúde na gravidez

Seu desejo e sua disposição para o sexo podem mudar durante a gravidez. Algumas mulheres têm menos vontade de se relacionar nesse período e outras têm mais. Respeite isso. Mas saiba que ter relações sexuais na gravidez é saudável, pois pode dar muito prazer, não afeta o bebê e até ajuda no nascimento.

Não se preocupe se sua barriga ficar dura durante o orgasmo, isso também é comum. Naturalmente, ter uma relação sexual durante a gravidez será uma experiência nova para você e para o seu parceiro. Se sentir necessidade, converse com ele sobre isso, e o principal, claro, sempre respeite sua vontade de ter ou não a relação.

Para uma gravidez saudável, é importante que você dê atenção aos sinais do corpo. E, claro, não deixe de buscar apoio médico sempre que achar necessário ou que for desejado.

Se quiser acompanhar mais dicas sobre gestação e sobre a chegada do seu bebê, siga nossas páginas no Instagram, no Facebook e no YouTube!

Posts relacionados

Deixe um comentário