Como escolher mordedor para bebê? Veja dicas!

6 minutos para ler

A fase de nascimento dos dentes pode ser bastante incômoda. Algumas crianças passam por ela de forma tranquila, outras, porém, podem ficar irritadas e mais manhosas. Um mordedor para bebê pode ajudar a aliviar a coceira e o desconforto, deixando-o mais sossegado.

Confira, neste artigo, como é a fase oral, qual a sua importância e como escolher o melhor modelo para ajudar o seu pequeno — e você, é claro — a passarem por isso da maneira mais serena possível. Vamos lá?

Por que comprar um mordedor para bebê?

Por volta dos dois a três meses de idade, a criança entra na fase oral. É quando ela começa a levar as mãozinhas ou o que estiver nelas à boca — alguns malabaristas colocam até mesmo os pezinhos, um verdadeiro banho de fofura.

Apesar desse estímulo oral já estar presente desde recém-nascido, ele só fica mais intenso quando o bebê começa a desenvolver coordenação motora suficiente para fazer o movimento. É pelo estímulo sensorial que o toque na boquinha proporciona que ele começa a perceber o mundo.

É interessante deixar o mordedor por perto do bebê, assim, quando ele for levar algo à boca, você terá certeza de que é algo que não colocará a criança em risco. Além disso, eles podem ajudar a acalmar as gengivas que ficam irritadas na fase de dentição.

Quando dar um mordedor para a criança?

O início da fase oral pode ser um bom momento para oferecer um mordedor para bebê. Contudo, é mais comum usá-lo quando a dentição começa a nascer. O processo costuma se iniciar por volta do sexto mês, com o surgimento do primeiro dentinho. Mas isso pode variar e acontecer a partir do terceiro até o oitavo mês. Cada criança tem seu tempo e está tudo bem!

Apesar de a fase dos dentinhos ser uma etapa natural do desenvolvimento do bebê, não é fácil ver a criança incomodada sem poder ajudar, não é mesmo? Não há o que fazer para acabar de vez com o desconforto, mas utilizar um mordedor para bebê, junto com alguns truques — como deixar o objeto no congelador por alguns minutos — pode ajudar a aliviar um pouco a sensação, e acalmar o pequeno.

Como escolher o mordedor ideal para o bebê?

Sempre que falamos de produtos para crianças todo cuidado é pouco, certo? E quando se trata de algo que entrará em contato com a boquinha, então? Nem se fala! Por isso, é essencial prestar muita atenção em alguns aspectos no momento de escolher um modelo. Veja alguns deles a seguir!

Observe o material

Os bebês são muito sensíveis, pois o seu sistema imunológico ainda está em desenvolvimento, o que pode deixá-los mais suscetíveis à ocorrência de reações alérgicas, por exemplo. Caso não seja um mordedor certificado, ele poderá conter substâncias tóxicas ou alergênicas, como o látex e algum tipo de ftalato. Essa dica também vale para a escolha do primeiro brinquedo.

Outro composto que aparece com frequência em muitos objetos fabricados em material plástico é o Bisfenol A ou BPA. Apesar de ser amplamente utilizado na indústria, é uma substância polêmica e que está na mira das autoridades, pois pode causar doenças como câncer, diabetes e distúrbios hormonais. Imagine colocar em risco os primeiros anos de vida de um bebê por causa disso?

No ano de 2011, o uso do composto em mamadeiras foi proibido no Brasil, mas isso não se estendeu para brinquedos e mordedores que ainda podem conter BPA. Como não é proibido o uso do composto nesses itens, depende do fabricante utilizá-lo ou não. Portanto, quando for comprar um mordedor para bebê, procure pelo selo “BPA Free”.

Mas não se preocupe, há muitos produtos que são fabricados com materiais atóxicos, naturais e livres dessas substâncias prejudiciais. Bons exemplos são a borracha natural, madeira e vinil atóxico. 

Pesquise sobre a certificação

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) é o órgão responsável pela certificação de qualidade dos produtos comercializados no Brasil. As regras são rigorosas e um produto certificado garante a segurança do usuário.

Alguns produtos importados utilizam certificados internacionais, por isso, é importante pesquisar sobre a empresa fabricante, caso o mordedor não tenha o selo do Inmetro. Mas, se tiver, pode ficar tranquila, pois o produto é seguro.

Escolha um mordedor adequado para a idade

É isso mesmo, mordedor não é tudo igual não, e precisa ser apropriado à idade do bebê. Se o objeto for muito grande, a criança não conseguirá segurá-lo e pode até se machucar com ele. Normalmente, há a recomendação de idade na embalagem do produto. Pode parecer sem importância, mas não é à toa que ela está ali.

Quais são os modelos de mordedor para bebê?

A função principal de um mordedor é trazer alívio para o desconforto durante a fase de dentição. Alguns deles são preenchidos com um gel atóxico que mantém a temperatura fresca, se forem levados à geladeira. Esse contato do geladinho com as gengivas sensíveis pode acalmar a criança.

Além do material e do conteúdo, também há mordedores de vários formatos. Eles precisam ser anatômicos e confeccionados de uma forma que não machuque o bebê. Confira alguns tipos.

Anéis de dentição

São os modelos mais básicos, ideais para acalmar as gengivas. Costumam ser macios e podem ou não ser preenchidos com algum gel ou líquido atóxicos.

Brinquedos

Além da função de aliviar o desconforto da dentição, eles servem para brincar. São itens coloridos e que podem divertir a criança.

Colares ou pulseiras de dentição

Esses modelos são confeccionados para serem usados pelas mamães. São feitos de silicone, assim o bebê pode morder enquanto está no colo.

Luvinha mordedor

Elas podem ser confeccionadas em silicone de categoria alimentar ou tecido respirável. São resistentes à água e bem macias. As peças são presas com uma cinta de velcro que se ajusta perfeitamente às mãos do bebê.

Lembre-se de que o mordedor para bebê também deve ser fácil de limpar, pois a higienização correta é importante. Todos esses cuidados são a garantia de que o seu pequeno vai aproveitar todos os benefícios do objeto, sem correr riscos.

Venha conhecer os mais variados modelos de mordedores na loja online da Ri Happy

Posts relacionados

Deixe um comentário