Primeiros dias do bebê em casa: como se preparar?

6 minutos para ler

Os primeiros dias do bebê em casa são cheios de emoção, fato. É supernatural que surja muita ansiedade na reta final da gravidez — a curiosidade de ver o rostinho da criança pela primeira vez, o cheirinho do filho, como será que ele vai responder a amamentação e muitas outras dúvidas surgem na mente das mães e dos pais, ainda mais nos de primeira viagem.

Por mais que você tenha tido uma gravidez saudável e tranquila, é difícil não ter alguns sintomas de ansiedade antes do parto, não é? Mas tem algo que ajuda demais a amenizar esse sentimento: preparar-se para receber seu filho!

Por mais que, durante o período da gravidez, você já tenha lido e comprado muita coisa, é interessante fazer um checklist tanto de itens quanto de atitudes que vão ajudar na adaptação dos primeiros dias do bebê em casa.

Foi pensando nisso que preparamos este texto cheio de dicas práticas. Acompanhe com atenção pra sentir mais segurança durante esse momento!

Como são os primeiros dias do bebê em casa?

Por mais que você tenha imaginado e conversado com outras mães, os primeiros dias do bebê em casa são muito diferentes de tudo o que já experimentou. Sua rotina tende a mudar muito nesse começo — o sono pode ficar atrapalhado e até tarefas simples, como tomar banho e lavar o cabelo, pedem um planejamento extra, afinal, tem um serzinho muito especial que depende dos pais para tudo.

Essas mudanças são mais intensas nos três primeiros meses da criança em casa, fato que acontece porque o ritmo do bebê é todo diferente. A gente fala mais disse em detalhes na sequência!

Ciclo do sono diferente

Nós adultos dormimos em média de seis a oito horas por noite e estamos acostumados com o ritmo circadiano (dia e noite). Isso não acontece com um bebê recém-nascido, que saiu de um útero escuro e quentinho para um mundo bem diferente.

Para um recém-nascido, a cada três horas é como se fosse um novo dia. Por conta do desenvolvimento intenso, eles dormem, acordam, mamam, brincam ou interagem um pouco e, depois, tudo isso se repete. Assim, um dia dos pais corresponde a vários do filho que acabou de chegar. Isso acontece até os três meses em média, quando o relógio biológico da criança está mais desenvolvido.

Chorar para se expressar

Uma vez que eles ainda não falam, o jeitinho da bebê se expressar é chorando, simples assim. Por isso, existem diversos tipos de choro:

  • o de fome, que pode vir a cada trê horas;
  • o de incômodo, quando a fralda está suja;
  • o de sono, é normal que ele chore antes de adormecer;
  • o de superestimulação ou tédio — há pais que não entendem o ritmo dos bebês e acreditam que devam brincar muito para ele dormir apenas à noite, o que vimos que não acontece nos primeiros dias e meses do bebê em casa.

Hora da higiene

O banho e as trocas de fralda também costumam ser um ponto de dúvida durante os os primeiros dias do bebê com os pais.

A limpeza e troca de fraldas são um ponto essencial para que o pequeno não fique com assaduras (e possa chorar mais pelo incômodo) — podem ser necessárias cerca de oito a dez trocas no dia. É interessante usar algodão e água morna ou lenços umedecidos sem álcool, que são mais suaves, além de aplicar pomada antiassaduras em toda a troca pra proteger a pele.

Quanto ao banho, um banho por dia é o culturalmente aceito no Brasil, mas não precisa ser regra, ainda mais quando estamos falando de um bebê que está em desenvolvimento. Nessa primeira fase, não há problema em dar banho dia sim, dia não. O que vale é ficar atento ao clima — dias muito quentes podem pedir banhos diários, por exemplo.

De qualquer maneira, para a hora da higiene faz toda a diferença ter uma banheira e demais acessórios, como trocador, porta-lenços etc. São itens que tornam o momento muito mais simples!

Cansaço dos pais

Com um pequeno recomeçando o dia a cada três horas, pedindo cerca de 10 trocas de fralda e chorando para se expressar, é mais do que natural que os pais fiquem muito cansados.

A dica é descansar sempre que seu bebê estiver dormindo — serão sonecas mais curtas, mas já fazem a diferença. Durante a noite, quando ele acordar, é interessante fazer também um revezamento entre pai e mãe quando possível para que os dois tenham uma noite de sono mais proveitosa.

Quais são os itens indispensáveis do enxoval?

Como dissemos, estar com todos os itens do enxoval em dia logo na chegada do seu filho traz muita tranquilidade — imagine só ter que sair para comprar algo logo nesse começo? Complicado, né? Então, dê uma olhada na nossa lista:

Por que comprar itens de qualidade?

O critério de escolha da maioria desses itens, como trocadores, banheiras, cadeirinha e berço, deve ser o de qualidade aliado à segurança, afinal, sua tranquilidade está muito associada ao conforto e segurança do pequeno.

Além disso, os itens de higiene que são dermatologicamente testados, livres de álcool e hipoalergênicos dão mais garantia de saúde e evitam possíveis reações irritativas, até porque a pele do bebê, em seus primeiros meses, ainda está se desenvolvendo e pode ter alergias quando você não opta por produtos de qualidade.

Onde comprar os itens do enxoval?

Tanto os itens de enxoval quanto de uso diário, como produtos de higiene, podem ser comprados no e-commerce da RiHappy. No departamento Baby, você encontra uma infinidade de produtos, sempre com boas ofertas, variedade de marcas e entrega rápida. Comprar sem sair de casa, durante os primeiros dias do bebê, é uma facilidade e tanto, pode apostar!

Por mais que haja cansaço e muito choro, os primeiros dias de um bebê na sua casa são emocionantes e inesquecíveis. Então, se pudermos dar mais uma dica é continuar lendo sobre o assunto e descansando sempre que der, combinado?

Enquanto isso, aproveite a visita em nosso blog para ler mais sobre o enxoval do bebê!

Posts relacionados

Deixe um comentário