Testes na maternidade: conheça todos os necessários

4 minutos para ler

Ao nascer, seu bebê terá que passar por uma sequência de testes na maternidade, obrigatórios para detectar precocemente quaisquer doenças ou problemas genéticos. Esses exames precisam ser feitos nos primeiros dias de vida.

Alguns deles podem ser incômodos e levarão seu neném a estranhar a sensação e chorar bastante. Mas, mesmo que se sinta aflita nesse momento, lembre-se de que isso é muito importante para a vida do seu filho.

Fizemos uma lista para ajudar você a entender quais são os testes feitos no pequeno assim que nasce e para que servem. Conheça os exames!

Teste do Pezinho

Chamado de Triagem Neonatal, é conhecido popularmente como teste do pezinho. Nele, a enfermeira vai retirar uma pequena amostra de sangue do pé do neném, após as primeiras 48 horas de vida.

Esse exame detecta doenças como fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, hiperplasia adrenal congênita, fibrose cística e deficiência de biotinidase. Também é possível realizar o teste do pezinho ampliado (ou triagem ampla), que apesar de não ser obrigatório, pode ser pedido, caso o médico julgue necessário.

Ele consegue detectar outras doenças, como galactosemia, toxoplasmose, sífilis, AIDS, rubéola congênita e outros. Esse exame só costuma ser solicitado se houver suspeita ou conhecimento de que a mãe seja portadora de algumas dessas doenças, ou caso os pais solicitem.

Teste da Orelhinha

Realizado ainda na maternidade, entre 24 e 48 horas de vida do neném, é feito para detectar possíveis problemas de audição do bebê.

Teste do Quadril

Esse exame será feito pelo pediatra, por meio da movimentação das perninhas do bebê. A partir dele, é possível verificar doenças relacionadas à mobilidade e ao desenvolvimento ósseo, como a osteoartrose, displasia de desenvolvimento do quadril e outros.

Teste do Olhinho

Chamado também de teste do reflexo, ele não dói e é rápido. O pediatra utiliza um pequeno aparelho que projeta uma luz nos olhos do recém-nascido para detectar problemas de visão como glaucoma, catarata e estrabismo. Esse teste deve ser realizado na primeira semana de vida do neném.

Tipo Sanguíneo

Com a mesma amostra de sangue retirada do pé do neném no teste do pezinho, a equipe médica da maternidade vai levantar e identificar qual o tipo sanguíneo do bebê (A, B, AB ou O, positivos ou negativos).

Teste do Coraçãozinho

Deve ser feito entre 24 e 48 horas após o nascimento do neném, a partir de uma pequena coleta de sangue retirada do braço direito e de uma das pernas do bebê. Esse exame pode detectar problemas cardíacos, mas não é traz um resultado conclusivo, e demandará outros exames complementares para confirmar qualquer diagnóstico.

Todos os testes acima são obrigatórios, estão prescritos pelo Ministério da Saúde no Programa Nacional de Triagem Neonatal e devem ser realizados pelo hospital, Sistema Único de Saúde ou pela equipe que conduzirá o parto do seu bebê. Além deles, é importante você conhecer o calendário de vacinação do seu bebê para a prevenção de doenças.

Para que seu filho tenha um acompanhamento completo e para que você possa tirar todas as dúvidas sobre os testes na maternidade, o ideal é fazer o acompanhamento médico periódico. Peça para pessoas conhecidas ou familiares a indicação de um pediatra de confiança para que seu bebê e você estejam sempre amparados e seguros em relação à saúde do recém-nascido.

Aproveite para compartilhar este post, assim outras mamães de primeira viagem ficarão informadas sobre os exames essenciais para garantir um futuro mais saudável aos pequenos.

Posts relacionados

Deixe um comentário